RESUMO DE TESE: VALORISATION OF AGRICULTURAL WASTE THROUGH PYROLYSIS IN THE PRODUCTION OF BIOCHAR

Genyr Kappler, Carlos Alberto Mendes Moraes, Luís António da Cruz Tarelho

Resumo


Biochar é o material carbonáceo, produzido a partir de biomassa de origem biogênica, por meio de pirólise, e que tem como características sua produção ambientalmente sustentável, qualidade e usos inovadores. Os agrorresíduos constituem uma fonte importante de biomassa vegetal; e a pirólise vem sendo reconhecida como uma tecnologia eficiente de conversão desta tipologia de resíduos na obtenção de produtos de maior valor. Este trabalho investigou a influência das condições de operação da pirólise nas características dos produtos. Três tipos de agrorresíduos obtidos em agroindústrias (bagaço de cana-de-açúcar-BCA, casca de arroz-CA e casca de coco verde-CCV) foram pirolisados num reator horizontal, em escala de bancada, do tipo leito fixo e com aquecimento elétrico. As condições de operação foram: temperaturas de pirólise (350, 450 e 550 °C), taxas de aquecimento (2, 10 e 30 °C.min-1), 30 min de tempo de imersão na temperatura de pirólise e, vazão de 250 cm3.min-1 de N2 como gás de arraste. As amostras de biomassa e os produtos da pirólise foram avaliados por meio da análise gravimétrica, bem como análises térmicas, químicas e físicas. Os resultados mostraram que, em geral, a temperatura de pirólise foi o parâmetro que teve maior influência sobre o rendimento dos produtos. Quando a temperatura de pirólise foi aumentada de 350 para 550 °C, na taxa de aquecimento de 10 °C.min-1, o rendimento do biochar do BCA diminuiu de 33,9 para 25,1 %wt, da CA diminuiu de 45,7 para 38,1 %wt, e da CCV diminuiu de 42,2 para 33,4 %wt, em base seca. A curva TG mostrou que a desvolatilização está praticamente concluída aos 350 °C, no entanto, de acordo com os padrões do IBI, a estrutura do biochar passou de termicamente alterada a termicamente convertida em temperaturas mais altas. Isso foi observado por meio das razões molares H:C que foram 0,73 a 450 °C, 0,61 a 550 °C e 0,67 a 450 °C para as amostras de biochar do BCA, CA e CCV, respectivamente. Os resultados da análise de FTIR mostraram que as amostras de biochar dos três tipos de biomassa produzidas na temperatura de 450 °C apresentaram maior aromaticidade em comparação com aquelas produzidas a 350 °C, e indica aumento da recalcitrância com o aumento da temperatura de pirólise. Além disso, o aumento da temperatura de pirólise causou o aumento do pH e a diminuição da CTC. A análise MEV mostrou que as amostras de biochar possuem uma estrutura complexa de poros de diferentes dimensões que consiste em múltiplas redes interconectadas com diferentes formas e arranjos. A energia disponível nos produtos foi avaliada e foi realizado o balanço de energia por meio de uma simulação, em termos específicos, da produção de biochar em um reator contínuo. A simulação sugere que a combustão dos gases de pirólise pode gerar a energia térmica necessária para a pirólise nos três tipos de biomassa avaliados, restando entre 2,5 a 3,4  de energia térmica, que é energia útil para, p.  ex., secagem da biomassa. A pesquisa mostrou a relevância em se conhecer a influência das condições de operação nas propriedades dos produtos. O balanço de energia pode orientar o desenvolvimento de tecnologias para escalonar o processo.


Texto completo:

PDF/A (English)


DOI: https://doi.org/10.29183/2447-3073.MIX2021.v7.n2.171-172

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Genyr Kappler, Carlos Alberto Mendes Moraes, Luís António da Cruz Tarelho

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Advanced Sciences

 
www.journal-index.org