PÓ DO ENDOCARPO DO COCO: INPUT NO PROCESSO DE DESIGN PARA EXPERIÊNCIAS COM MATERIAIS

Marcelo Vicente da Silva Junior, Amilton José Vieira de Arruda, Thamires Oliveira Clementino, Matheus Martins

Resumo


Os estudos de novas propriedades materiais, a sustentabilidade e o resíduo com input processual são temáticas em evidência na agenda do design industrial. Nesse contexto, o artigo objetiva apresentar o Material Driven Design, método que aborda os materiais seguindo o processo de transformação, tendo como ponto de partida uma determinada matéria prima e sua exploração mecânica, estética e simbólica; objetivando a interação do usuário com as propriedades materiais. O artigo abordará os experimentos com o pó do endocarpo do coco, resíduo sólido em abundância no país. O processo empírico proposto pelo método foi a base para confirmar a hipótese da possibilidade de reaproveitamento e ressignificação residual. Pondera-se o caráter contínuo da pesquisa, e a obtenção de resultados positivos no momento estimulam a continuação exploratória com o intuito de consolidar as propriedades potenciais do material desenvolvido. 


Palavras-chave


Material Driven; Resíduo Sólido; Reciclar; Ressignificação

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.29183/2447-3073.MIX2019.v5.n1.85-96

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Marcelo Vicente da Silva Junior, Amilton José Vieira de Arruda, Thamires Oliveira Clementino

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.