REUTILIZAÇÃO E RECICLAGEM: DESENVOLVIMENTO DE JOIA COM COMPONENTES ORIUNDOS DE RESÍDUOS ELETROELETRÔNICOS

Lúcio Silva Kieling Cintra, Mariana Kuhl Cidade

Resumo


Na sociedade contemporânea, o consumo acelerado gera o investimento cada vez maior em tecnologias, e como consequência, o aumento de resíduos de equipamentos eletroeletrônicos (REEE). Em diversas situações o descarte desses resíduos não é feito de forma totalmente eficaz. Como papel do designer atualmente engloba todo o clico de vida do produto, e não somente a produção e consumo, o presente artigo tem como objetivo apresentar uma proposta para a reutilização e reciclagem de REEE através da produção de uma peça joalheira contemporânea. O projeto consiste em uma revisão de literatura a respeito de resíduos eletroeletrônicos, desmonte de celulares para averiguação de possíveis alternativas de utilização dos componentes em joalheria e a produção da peça final. A pesquisa permitiu constatar a quantidade e variedade de recursos que podem ser reutilizados a partir de resíduos eletroeletrônicos. Porém, também se percebe a dificuldade de reutilização destes recursos, devido à grande variedade e complexidade dos materiais envolvidos, assim como o uso excessivo de materiais em alguns casos.


Palavras-chave


Reutilização; reciclagem; resíduos eletroeletrônicos; joalheria contemporânea; sustentabilidade.

Texto completo:

PDF/A

Referências


ASHBY, M. F. Materials and the Environment: Eco-informed Material Choice. 2nd. ed. Oxford: Butterworth-Heinemann, 2013.

ANATEL. Brasil fecha 2011 com recorde de habilitações na telefonia móvel. 16 de janeiro de 2012. Disponível em: http://www.anatel.gov.br/Portal/exibirPortalPaginaEspecialPesquisa.do?acao=&tipoConteudoHtml=1&codNoticia=24506. Acesso em 26 de novembro de 2018.

ANDRADE-LIMA, H. Gestão dos recursos e impactos socioambientais no ciclo de vida dos equipamentos eletroeletrônicos (EEE). Monografia (graduação), Centro de Ciências Biológicas, UFPE, 2012.

BRASIL. Lei nº 12.305 de 2 DE AGOSTO DE 2010. Institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos; altera a Lei no 9.605, de 12 de fevereiro de 1998; e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. Brasília, DF, ago. 2010. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2010/Lei/L12305.htm. Acesso em 5 de novembro de 2018.

CADORE, E. Joalheria contemporânea e sustentabilidade: recuperação de metais e lapidação de vidros a partir de resíduos. Trabalho de conclusão de curso, Faculdade de Arquitetura, curso superior de Design de Produto, UFRGS, Porto Alegre, 2015.

CÂNDIDO, L. H. A.; KINDLEIN JÚNIOR, W.; PALOMBINI, F. L. Indicators for the feasibility of WEEE processing plants in Brazil: a relationship between virgin mineral copper ore and the recycling of consumer electronic products. Design & Tecnologia, n. 09, p. 59–65, 2015.

CARVALHO, T.; XAVIER, L. Gestão de Resíduos Eletroeletrônicos. 1. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2014.

CARVALHO, T.; XAVIER, L. Introdução à gestão de Resíduos de Equipamentos eletroeletrônicos. In: Gestão de Resíduos Eletroeletrônicos. 1. ed. Rio de Janeiro, Elsevier, p. 17-34, 2014.

CHEN, M. et al. Electronic Waste Disassembly with Industrial Waste Heat. Environ. Sci. Technol, 47, 21, p. 12409-12416, 2013.

CIDADE, M. K. Design e tecnologia para a joalheria: microtomografia da gravação a laser CO2 em ágata e implicações para projetos com desenhos vetoriais. 2017. 106 f. Tese (Doutorado) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2017.

CIDADE, M. K.; PALOMBINI, F. L.; LIMA, N. F. F.; DUARTE, L. C. Método para determinação de parâmetros de gravação e corte a laser CO2 com aplicação na joalheria contemporânea. Design e Tecnologia, Porto Alegre, v. 6, n. 12, p. 54-64, 2016.

CORBETTA, G. Joalheria de Arte. Porto Alegre: AGE, 2007.

DOUGHERTY, B. Design Gráfico Sustentável. 1. ed. São Paulo: Rosari, 2011.

GOLA, E. A joia: história e design. São Paulo: Senac São Paulo, 2013.

HEATHER, A. Produtos. Disponível em: https://ashleyheather.co.za/products/concrete-studs. Acesso em 26 de setembro de 2018.

HUABO, D. et al. Examining the technology acceptance for dismantling of waste printed circuit boards in light of recycling and environmental concerns. Journal of Environmental Management, v. 92, i. 3, p. 392 – 399, 2011.

IBGM - INSTITUTO BRASILEIRO DE GEMAS E METAIS PRECIOSOS. O setor em grandes números: situação atual e perspectivas do mercado interno e externo. Brasília: IBGM, 2012.

KASPER, A. C. et al. Printed wiring boards for mobile phones: Characterization and recycling of cooper. Waste Management, v. 31, i. 12, p. 2536-2545, 2011.

KLIAUGA, A. M.; FERRANTE, M. Metalurgia básica para ourives e designers: do metal à joia. São Paulo: Blücher, 2009.

LG. Coleta Inteligente. Disponível em https://www.lg.com/br/suporte/coleta-seletiva. Acesso em 5 de novembro de 2018.

LÓPES, G. Crua Design Produtos. Disponível em: http://www.cruadesign.iluria.com/pd-4e0880-colar-geometria-n-5.html?ct=37473&p=2&s=1. Acesso em 26 de setembro de 2018.

MALESKI, F. et al. Reutilização de madeira de lei no processo de fabricação de joias. Mix Sustentável, Florianópolis, v.3, n. 3, p. 76 - 86, out./mar. 2017.

MORAES, V.; ESPINOSA, D.; LUCENA, L. Tecnologias de tratamento para resíduos de equipamentos eletroeletrônicos. In: Gestão de Resíduos Eletroeletrônicos. 1. ed. Rio de Janeiro, Elsevier, p. 17-34, 2014.

MORENO, S. N. S.; CIDADE, M. K. Sustentabilidade e Joalheria: Reciclagem de Eps para Aplicação em Joias. MIX Sustentável, [S.l.], v. 5, n. 4, p. 27-39, nov. 2019.

MOTOROLA. Programa Logística Reversa. Disponível em https://www.motorolasolutions.com/pt_xl/about/reverse-logistics-program.html. Acesso em 5 de novembro de 2018.

NIEMEYER, L. Elementos da semiótica aplicados ao design. Rio de Janeiro: 2AB Editora Ltda, 2003.

PALOMBINI, F. L.; CIDADE, M. K.; DE JACQUES, J. J. How sustainable is organic packaging? A design method for recyclability assessment via a social perspective: A case study of Porto Alegre city (Brazil). Journal of Cleaner Production, v. 142, p. 2593–2605, jan. 2017.

PREFEITURA DE SANTA MARIA. Pontos de Entrega Voluntária (PEV). Disponível em https://www.santamaria.rs.gov.br/noticias/15233-conheca-a-relacao-de-empresas-e-entidades-que-recebem-residuos-solidos-em-santa-maria. Acesso em 5 de novembro de 2018.

SÁ, V. Designer de joias gaúcha cria peças com prata extraída de raio-x usado. Disponível emhttps://www.jornaldocomercio.com/_conteudo/2017/02/ge/noticias/547573-designer-de-joias-gaucha-cria-pecas-com-prata-extraida-de-raio-x-usado.html. Acesso em 26 de setembro de 2018.

SAMSUNG. Programa de Reciclagem Samsung. Disponível em https://www.samsung.com/br/support/planet-first/. Acesso em 5 de novembro de 2018.

SEPA- SWEDISH ENVIRONMENTAL PROTECTION AGENCY. Recycling and disposal of electronic waste-REPORT 6417. Bromma, Sweden March 2011. Acesso em 25 de novembro de 2018. Disponível em: http://www.naturvardsverket.se/Documents/publikationer6400/978-91-620-6417-4.pdf

SILVEIRA, B. Minidicionário da língua portuguesa. São Paulo: Editora FTD S.A., 2000.

TAKANORI, H. et al. Techniques to separate metal from waste printed circuit boards from discarded personal computers. Journal of Material Cycles and Waste Management, v. 11, p. 42 – 54, 2009.

VOGUE. Malgosia Kalinska. Disponível em: https://www.vogue.it/en/vogue-gioiello/designer/2014/06/malgosia-kalinska#ad-image. Acesso em 26 de setembro de 2018.

WIDMER, R.; OSWALD KRAPF, H.; SINHA-KHETRIWAL, D.; SCHNELLMANN, M.; BONI, H. Global perspectives on e-waste. Environmental Impact Assessment Review, p. 436-458, 2005.

WACKERNAGEL, M.; REES, W. Our ecological footprint. Canadá: New Society Publishers, 1996.

YAN, L. et al. Precious metals recovery from waste printed circuit boards: A review for current status and perspective. Resources, Conservation and Recycling, v. 113, p. 29 – 19, 2016.




DOI: https://doi.org/10.29183/2447-3073.MIX2020.v6.n3.27-36

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Lúcio Silva Kieling Cintra, Mariana Kuhl Cidade

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Advanced Sciences

 
www.journal-index.org