Refletindo sobre o ensino jurídico a partir de “A Cor Púrpura” de Alice Walker / Reflecting on legal education from "The Color Purple" by Alice Walker

Autores

  • Gabriela M. Kyrillos Universidade Federal de Santa Catarina

Palavras-chave:

a cor púrpura, direitos humanos, ensino do direito, interseccionalidade, literatura e cinema

Resumo

O presente artigo se dedica a analisar de que modo o livro “A CorPúrpura” de Alice Walker e o filme de mesmo nome, servem comoferramentas interdisciplinares para o ensino jurídico, em especial dasdisciplinas de Direitos Humanos e Antropologia Jurídica nos cursos degraduação em Direito. Apresenta alguns dos elementos mais relevantes daobra de ficção e argumenta, ao final, a fundamental importância de análisesbaseadas no conceito de interseccionalidade das discriminações e opressõessociais, para uma adequada formação de futuros(as) juristas e,consequentemente, uma aplicação mais justa do Direito.

Biografia do Autor

Gabriela M. Kyrillos, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutoranda em Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) –Bolsista CAPES. Mestra em Política Social na linha de Direitos Humanos eAcesso à Justiça pela Universidade Católica de Pelotas (UCPEL) – tendo sidobolsista FAPERGS. Especialista em Direitos Humanos pelo Centro UniversitárioClaretiano. Graduada em Direito pela Universidade Federal do Rio Grande(FURG).

Downloads

Edição

Seção

Críptica