NOVAS ESTRATÉGIAS DA BIOMIMÉTICA: AS ANALOGIAS NO BIODESIGN E NA BIOARQUITETURA

Theska Laila de Freitas, Amilton José Vieira de Arruda

Resumo


Ao longo da história é possível constatar artefatos de inspiração biológica em diferentes períodos, e em diversas áreas, como a ciência, tecnologia, arquitetura, arte, design, engenharia, dentre outras. Isto tem gerado uma série de pesquisas e projetos que utilizam analogias biológicas com uma abordagem de caráter sustentável e ecológica, condizentes com as necessidades do contexto vigente. Desta forma, o presente estudo refere-se a uma breve revisão bibliográfica para apresentar as origens, definições e princípios da Biomimética, assim como os tipos de Analogias utilizadas no contexto das referências naturais, e ainda, exemplificar algumas de suas aplicações no Biodesign e na Bioarquitetura.

Palavras-chave


Biomimética; Analogia; Biodesign; Bioarquitetura; Ecologia

Texto completo:

PDF

Referências


ARRUDA, A. (2002). Bionic Basic: Verso un nuovo modello di ricerca progettuale. 175 p. Tese (doutorado)

Novas Estratégias da Biomimética: as Analogias no Biodesign e na Bioarquitetura

Mix Sustentável | Florianópolis | v.3 | n.4 | p.xx-xx | nov. | 2017

p. Dissertação (mestrado) – Universidade Federal de Pernambuco, Recife, Departamento de Design do Centro de Artes de Comunicação.

STEADMAN, P. (1988). The evolution of designs – biological analogy in architeture and applied art, 1ª ed., Cambridge, Cambridge University Press.

THOMPSON, D. W. (1961). On growth and form. 1ªed., Cambridge, Cambridge University Press.

VERSOS, C. A. M. (2010). Design biônico: A natureza como inspiração criativa. Dissertação (Mestrado). 186p - Universidade da Beira Interior, Covilhã, Departamento de engenharia Eletromecânica.

WAHL, D. C. (2006). Bionics vs. Biomimicry: From control of nature to sustainable participation in nature. New Forest, WIT Transactions on Ecology and the Environment.

– Univesidade Politécnico de Milão, Dottorato di Ricerca in Disgno Industriale e Comunicazione Multimediale.

______ (1993) Verso una didattica nel campo biônico: ipotesi per lo sviluppo di una strategia progettuale. 185 p. Tese (mestrado) – Istituto Europeo di Disegn di Milano, Centro Ricerche in Strutture Naturalli.

BENYUS, J. M. (1997). Biomimética: Inovação inspirada pela natureza. 6ª ed. São Paulo: Editora Cultrix.

BONSIEPE, G. (1978). Teoria y Práctica del Diseño Industrial. Barcelona, Editorial Gustavo Gilli, p.124-34.

BROECK, F. V. (1989). O uso de analogias biológicas. Revista Design e Interiores. São Paulo: n.15, p.97-100.

CRUZ, A. J. A. B. (2012) Arquitectura [bio]lógica,uma análise da obra de Frei Otto. 229p. Dissertação de Mestrado Integrado em Arquitectura Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, Coimbra, Departamento de Arquitectura.

DIAS, E. (2014) A natureza no processo de design e no desenvolvimento do projeto. São Paulo: Senai.

FERNANDES, M. (2012) Biomimética como conceito para uma embarcação na Ria de Aveiro. Dissertação (Mestrado) – Universidade de Aveiro, Aveiro/Portugal, Departamento de Design.

GORDON, W. J. J. (1963). Sinética: El desarrollo de la capacidad creadora. México: Herreros Hnos. S. A.

LEFAIVRE, L.; TZONIS, A. (2011). Santiago Calatrava. São Paulo: Folha de São Paulo.

PEREIRA, Inês, V. M. (2013). Arquitectura Biônica, narrativas de analogias biológicas na Arquitectura. 171p. Dissertação (Mestrado) – Departamento de Arquitectura, Porto, Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto.

SANTOS, C. (2010). O desenho como processo de aplicação da biomimética na arquitetura e no design. Revista TÓPOS. V. 4, N° 2, p. 144 – 192. Universidade Estadual Paulista, Presidente Prudente.

SOARES, T. (2016) A Biomimética e a Geodésica de Buckminster Fuller: Uma Estratégia de Biodesign. 315




DOI: https://doi.org/10.29183/2447-3073.MIX2018.v4.n1.73-82

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Theska Laila de Freitas, Amilton José Vieira de Arruda