Filosofia versus ciência em Marx? A presença e importância dos aspectos filosóficos dos primeiros escritos na construção teórica de Karl Marx

Autores

  • Carla Benitez Martins Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina-UFSC, na área de Direito, Estado e Sociedade (CPGD/UFSC), membro do Núcleo de Estudos e Práticas Eman cipatórias (NEPE/UFSC) e bolsista CAPES.

Palavras-chave:

“Jovem Marx”, Estado moderno, Alienação, Trabalho, Comunismo.

Resumo

No presente ensaio procuramosestudar os primeiros Manuscritos de Karl Marx– quais sejamCrítica à Filosofia do Direito deHegel, Crítica à Filosofia do Direito de Hegel.Introdução e Manuscritos Econômico-Filosóficos– nos quais pudemos acompanharas críticas e aproximações aos principaispensadores e teorias de seu tempo,especialmente Hegel, Feuerbach e osEconomistas Clássicos.Embates estes que, emcada uma dessas obras, foram permitindo que oautor desenvolvesse sua própria ontologia doser social. O estudo desses Manuscritospossibilita melhor compreensão das origens econteúdo da teoria daalienação em Marx, bemcomo do desenvolvimento de sua concepção deEstado e de sua superação, o comunismo.

Biografia do Autor

Carla Benitez Martins, Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina-UFSC, na área de Direito, Estado e Sociedade (CPGD/UFSC), membro do Núcleo de Estudos e Práticas Eman cipatórias (NEPE/UFSC) e bolsista CAPES.

Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina-UFSC, na área de Direito, Estado e Sociedade (CPGD/UFSC), membro do Núcleo de Estudos e Práticas Emancipatórias (NEPE/UFSC) e bolsista CAPES.

Downloads

Publicado

2016-03-20

Edição

Seção

Críptica