GEOPROCESSAMENTO APLICADO AO USO E OCUPAÇÃO DO SOLO DA ZONA DE CONSERVAÇÃO DE CORPOS D’ÁGUA NO MUNICÍPIO DO JABOATÃO DOS GUARARAPES-PE

Amaury Gouveia Pessoa Neto, Ioná Maria Beltrão Rameh Barbosa, Ronaldo Faustino

Resumo


Corpos d’água, tais como as lagoas, são ecossistemas que desempenham funções ecológicas, econômicas e sociais e estão diretamente relacionadas à qualificação de uma cidade. Entretanto, devido, principalmente, ao crescimento desordenado e intenso das áreas urbanizadas, esse ecossistema tem sido alvo de frequentes intervenções antrópicas. Diante disso, torna-se fundamental a aquisição de dados espaciais como subsídio na análise do comportamento do uso e ocupação do solo de áreas destinadas a conservação ambiental. Este estudo buscou identificar, através da análise comparativa e interpretação visuais de produtos advindos de serviços de aerofotogrametria, as mudanças na cobertura do solo ocorridas entre os anos de 1974 e 2016 na Zona de Conservação de Corpos d’Água (ZCA) em volta da Lagoa Olho d’Água, localizada no bairro de Barra de Jangada, no município do Jaboatão dos Guararapes-PE. Ao longo desses 42 anos, os resultados apontaram para um aumento de 34,52% de área antropizada na região estudada.

Palavras-chave


Aerofotogrametria; Intervenções Antrópicas; Lagoas; Uso e Ocupação do Solo

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.29183/2447-3073.MIX2019.v5.n2.99-107

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Amaury Gouveia Pessoa Neto

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Advanced Sciences

 
www.journal-index.org