Discussão de processos prevendo a eficiência hídrica ao Bloco CETTAL da Universidade do Sul de Santa Catarina

Fernanda de Oliveira Dozol Lopes, João Vitório Dagostin, Joelma dos Santos

Resumo


Como prática sustentável no sentido de contribuir para a transformação do espaço compreendido pelo Bloco CETTAL da Universidade do Sul de Santa Catarina em um potencial green campus, propõe-se a adoção de medidas voltadas ao alcance da eficiência hídrica. Este processo compreende a captação e reuso de água pluvial, água cinza e tratamento adequado de efluentes, bem como redução das perdas relativas ao desperdício hidráulico. A inclusão da eficiência hídrica aos demais elementos de sustentabilidade que podem ser aplicados à edificação, é resultado de uma discussão recente da necessidade de execução de uma reforma e revitalização sustentável ao empreendimento. A proposta possibilitará uma adequação do espaço aos conceitos da construção sustentável, contribuindo para com a sociedade e status ambiental da instituição.


Texto completo:

PDF/A

Referências


ABNT. NBR 15.527 - Água de chuva - Aproveitamento de coberturas em áreas urbanas para fins não potáveis - Requisitos. Associação Brasileira de Normas Técnicas. Rio de Janeiro, p. 8. 2007.

ABNT. NBR 15.575-1 - Edificações habitacionais - Desempenho - Requisitos gerais. Associação Brasileira de Normas Técnicas. Rio de Janeiro, p. 71. 2013.

BAZZARELLA, B. B. Caracterização e aproveitamento de água cinza para uso não potável em edificações. Universidade Federal do Espírito Santo. Vitória, p. 165. 2005. Disponível em: http://portais4.ufes.br/posgrad/teses/tese_6573_Bazzarella_BB_2005.pdf. Acesso em: 25 abr. 2018.

BONI, S. D. S. N. Gestão de água em edificações: formulação de diretrizes para o reúso de água para fins não potáveis. Universidade Estadual de Campinas. Campinas, p. 258. 2009. Disponível em: http://repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/257704. Acesso em: 24 mar. 2018.

CAVALCANTE, M.; MACHADO, L. C. G. T.; LIMA, A. M. M. Avaliação do desempenho ambiental e racionalização do consumo de água no segmento industrial de produção de bebidas. Ambiente & Água, Taubaté, v. 8, n. 3, p. 191-202, set.-dez. 2013. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1980-993X2013000300016〈=en. Acesso em: 01 maio 2018.

CPRM. Atlas Pluviométrico do Brasil. Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais. Goiânia, p. 12. 2016. Disponível em: http://rigeo.cprm.gov.br/xmlui/bitstream/handle/doc/17523/idf_tubarao_sc_suscet.pdf?sequence=1. Acesso em: 12 abr. 2018.

GUERRA, B. B. Uso da água como fonte renovável em edificações. Revista de Arquitetura IMED, Passo Fundo, v. 5, n. 2, p. 4-9, jul.-dez. 2016. Disponível em: https://seer.imed.edu.br/index.php/arqimed/article/view/550. Acesso em: 20 mar. 2018.

INMET. Banco de Dados Meteorológicos para Ensino e Pesquisa. Instituto Nacional de Meteorologia, 2018. Disponível em: http://www.inmet.gov.br/portal/index.php?r=bdmep/bdmep. Acesso em: 21 abr. 2018.

JOHN, V. M.; PRADO, R. T. A. Boas práticas para habitação mais sustentável. 1. ed. São Paulo: Páginas & Letras, v. 1, 2010. Disponível em: http://www.labeee.ufsc.br/projetos/manual-selo-casa-azul-caixa. Acesso em: 29 abr. 2018.

KEELER, M.; BURKE, B. Fundamentos de projetos de edificações sustentáveis. 1. ed. Porto Alegre: Bookman, v. 1, 2010. Disponível em: https://integrada.minhabiblioteca.com.br/#/books/9788577807338. Acesso em: 12 abr. 2018.

OLIVEIRA, D. D.; CHRISTMANN, S. S.; PIEREZAN, J. B. Aproveitamento, captação e (re)uso das águas pluviais na arquitetura. Revista gestão e desenvolvimento em contexto- GEDECON, Cruz Alta, v. 2, n. Especial - IV Fórum de Sustentabilidade, p. 1-15, maio 2014. Disponível em: http://revistaeletronica.unicruz.edu.br/index.php/GEDECON/article/view/1933/497. Acesso em: 06 maio 2018.

PMT. Aspectos físicos. Prefeitura Municipal de Tubarão, 2014. Disponível em: http://www.tubarao.sc.gov.br/cms/pagina/ver/codMapaItem/22162. Acesso em: 12 abr. 2018.

RIBEIRO, J. M. P. Um plano de ação para a promoção da sustentabilidade em uma instituição de ensino superior por meio de green campus: um estudo de caso da unidade UNISUL Pedra Branca. Universidade do Sul de Santa Catarina. Florianópolis, p. 175. 2017. Disponível em: https://riuni.unisul.br/handle/12345/3377. Acesso em: 29 mar. 2018.

SILVA, W. M. et al. Avaliação da reutilização de águas cinzas em edificações, construções verdes e sustentáveis. Enciclopédia Biosfera, Goiânia, v. 6, n. 11, p. 1-15, 2010. Disponível em: http://www.conhecer.org.br/enciclop/2010c/avaliacao%20da%20reutilizacao.pdf. Acesso em: 11 maio 2018.

VIEIRA, Zacarias Caetano; SILVA JUNIOR, Carlos Gomes da; RIBEIRO, Silvana Nóbrega. Uso de telhados verdes em edificações de Aracaju para redução do escoamento superficial. 2º Congresso Internacional RESAG, Aracaju – SE. 2015. Disponível em: http://www.resag.org.br/congressoresag2015/anais/img/pdfs/poster_66.pdf. Acesso em: 09 abr. 2019.




DOI: https://doi.org/10.29183/2447-3073.MIX2019.v5.n2.85-97

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Fernanda de Oliveira Dozol Lopes, João Vitório Dagostin, Joelma dos Santos

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Advanced Sciences

 
www.journal-index.org