COMPARAÇÃO DO IMPACTO AMBIENTAL DE CAPA DE LAPTOP UTILIZANDO A AVALIAÇÃO DO CICLO DE VIDA

Luisa Pereira Basile, Marcell Mariano Corrêa Maceno, Adriana de Paula Lacerda Santos

Resumo


O presente artigo objetivou comparar o impacto ambiental de uma capa de laptop, produzida parcialmente com materiais reciclados, por integrantes de projetos sociais da Fundação de Ação Social da Prefeitura Municipal de Curitiba (FAS), com outras duas capas de laptop comerciais (corino e neoprene), através da utilização da metodologia de avaliação do ciclo de vida de produtos. Para o desenvolvimento da ACV foram adotadas as recomendações das normas ISO 14040. Os dados foram trabalhados no software SimaPro v. 8.0.5, com modelagem em relação aos impactos ambientais. Foi utilizada a base de dados do inventário Ecoinvent v.3, para definição do inventário do ciclo de vida do produto, e o método de avaliação IMPACT 2002+ para identificação dos impactos ambientais. Após aplicação da metodologia ACV concluiu-se que as capas de laptop que não utilizavam matéria-prima reciclada geraram menor impacto ambiental.


Palavras-chave


Impacto Ambiental; Avaliação do Ciclo de Vida; Sustentabilidade

Texto completo:

PDF/A

Referências


LIFESTORE. 2018. Disponível em: http://www.4lifestore.com.br/capa-para-notebook-e-macbook-14-tucano-colore-neoprene-preta-pr-500-395310.htm . Acesso em: 15/08/2018

ADISSI, J.P., et. al. Gestão Ambiental de Unidades Produtivas. 1ª ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2013.

ARRUDA, L. A.; QUELHAS, O. L. G. Sustentabilidade: um longo processo histórico de reavaliação crítica da relação existente entre a sociedade e o meio ambiente. B. Téc. Senac: a R. Educ. Prof., Rio de Janeiro, v. 36, n.3, 2010.

ASSIS, B. B. Avaliação do ciclo de vida do produto como ferramenta para o desenvolvimento sustentável. 53 f. Trabalho de Conclusão de Curso - Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 2009

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR ISO 14040. Gestão Ambiental – Avaliação do Ciclo de Vida – Princípios e estrutura. Rio de Janeiro, 2009.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR ISO 14048. Gestão Ambiental – Avaliação do Ciclo de Vida – Formatos para documentação de dados. Rio de Janeiro, 2002.

CARVALHO, A., MIMOSO, A.F., MENDES, A.N., MATOS, H.A. From a literature review to a framework for environmental process impact assessment index. Journal of Cleaner Production, v. 64, p. 36-62, 2014.

CASENOTEBOOK.2018. Disponível em: https://www.casenotebook.com.br/loja/produtos-loja/capa-para-notebook-courino/. Acessado em: 15/08/2018.

CENTRO SEBRAE DE SUSTENTABILIDADE. Gestão Sustentável nas Empresas. Disponível em: . Acesso em: 09/06/2015.

COMISSÃO MUNDIAL SOBRE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO - CMMAD. Nosso Futuro Comum. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1988

ELKINGTON, J. Triple bottom line revolution: reporting for the third millennium. Australian CPA, v. 69, p. 75, 1994.

FARIA, A. F.; PINTO, C. A.; RIBEIRO, N.M.; CARDOSO T. S.; RIBEIRO, J. P. C. Processo De Desenvolvimento De Novos Produtos: Uma Experiência Didática. In: XXVIII Encontro Nacional de Engenharia de Produção, Rio de Janeiro, 2008. Anais... Rio de Janeiro: ABEPRO, 2008, p. 1-14.

FREITAS, F.L.; FERREIRA, M.P.; MATSUO, T.K.; FORCELLINI, F.A.; Rodrigues, M. A. Processo de desenvolvimento de produto: aplicação em um projeto de P&D dentro do programa ANEEL. In: XXIV Seminário Nacional de Parques Tecnológicos e Incubadoras de Empresas, Belém, 2014. Anais... Belém: ANPROTEC, 2014, p. 1-16

GMELIN, H.; SEURING, S. Determinants of a sustainable new product development. Journal of Cleaner Production. v. 69, n. 1, p. 1-9, 2014.

GUTBERLET, J. Cooperative urban mining in Brazil: Collective practices in selective household waste collection and recycling. Waste Management. v. 45, p. 22-31, 2015.

HERZOG, A. É politicamente correto e dá mais dinheiro. Exame, São Paulo, p.14-17, dez. 2004a. Edição especial.

JENSEN, A.A., REMMEN, A. Background Report for a UNEP Guide to Life Cycle Management. 2006. Disponível em: www.uneptie.org/pc/sustain/lcinitiative/home.htm, Acessado em: 10/12/2016.

MACENO, M.C.M. EPIP – Ferramenta analítica de desempenho ambiental em processos industriais: desenvolvimento e aplicações. 211 f. Tese (Doutorado em Engenharia de Recursos Hídricos e Ambiental) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2015.

MANZINI, E.; VEZZOLI, C. O desenvolvimento de produtos sustentáveis: os requisitos ambientais dos produtos industriais. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2002.

MIKHAILOVA, I. Sustentabilidade: Evolução dos Conceitos Teóricos e os Problemas da Mensuração Prática. Revista Economia e Desenvolvimento. n. 16, 2004.

OLIVEIRA, L.R.; MEDEIROS, R. M.; TERRAC, P. B.; QUELHAS, O.L.G. Sustentabilidade: da evolução dos conceitos à implementação como estratégia nas organizações. Produção, v. 22, n. 1, p. 70-82, 2012

ROZENFELD, H. et al. Gestão de Desenvolvimento de Produtos: uma referência para a melhoria do processo. São Paulo: Saraiva, 2006.

SIMAPRO Software. Versão 8.0.5. Amersfoort: Pré Consultants, 2015.

UNEP/SETAC. Guidelines for Social Life Cycle Assessment of Products. 2009. Disponível em: http://lcinitiative.unep.fr. Acesso em: 22/02/2016.




DOI: https://doi.org/10.29183/2447-3073.MIX2018.v4.n3.47-57

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Luisa Pereira Basile, Marcell Mariano Corrêa Maceno, Adriana de Paula Lacerda Santos

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.