COLETIVO LIXO ZERO POR UM CA COMO ESPAÇO EDUCADOR SUSTENTÁVEL

Autores

  • Marina Guazzelli Soligo Colégio de Aplicação, Universidade Federal de Santa Catarina
  • Marina Zorzo Universidade Federal de Santa Catarina
  • Tereza Cristina Osti Pereira Universidade Federal de Santa Catarina

Palavras-chave:

Coletivo, Gestão de resíduos, Educação Ambiental, Transdisciplinaridade

Resumo

O artigo procura descrever o trabalho sobre a temática da gestão de resíduossólidos realizado no ano de 2019 no Colégio de Aplicação da UFSC numa perspectiva pedagógica da Educação Ambiental através dos participantes do Coletivo Lixo Zero, projeto de extensão do CA/UFSC, de forma a contribuir para o registro e divulgação do próprio trabalho do Coletivo bem como contribuir para os profissionais da educação que estão no caminho da temática. O texto está organizado em 3 partes. A primeira, introdutória, procura delimitar a importância da temática e historicizar o Coletivo Lixo Zero no CA. A segunda parte descreve o trabalho realizado em 2019, enfatizando as propostas realizadas durante aulas regulares. A terceira parte apresenta caminhos possíveis para o tema no colégio. Uma tentativa de resgate, fortalecimento e ampliação da Educação Ambiental no CA.

Referências

BRASIL. Lei Federal n. 9.795, 27 de abril de 1999. Institui a Política Nacional de Educação Ambiental.

_______. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão. Formando COM-VIDA, Comissão de Meio Ambiente e Qualidade de Vida na Escola: construindo Agenda 21 na Escola. Ministério da Educação, Ministério do Meio Ambiente. 3ª ed., rev. e ampl., Brasília: MEC, Coordenação Geral de Educação Ambiental, 2012a.

________. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão. Vamos cuidar do Brasil com escolas sustentáveis: educando-nos para pensar e agir em tempos de mudanças socioambientais globais. Ministério da Educação, Ministério do Meio Ambiente, Brasília: A Secretaria, 2012b.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

INSTITUTO 5 ELEMENTOS. Coleção Consumo Sustentável e Ação. 5 Elementos - Instituto de Educação e Pesquisa Ambiental. São Paulo, 2009.

KUHNEN, A; BECKER, S.M.S. Psicologia e meio ambiente: como jovens e adultos representam água de abastecimento. Psico, Porto Alegre, v.41, n.2, pp.160-167, abr/jun. 2010.

NICOLESCU, Basarab. Educação e transdisciplinaridade. Brasília: UNESCO, 2000.

TOZONI-REIS, M. F. de C. Temas ambientais como “temas geradores”: contribuições para uma metodologia educativa ambiental crítica, transformadora e emancipatória. Educar, Curitiba, n. 27, pp. 93-110, 2006. Editora UFPR 109.

VASCONCELOS, L.G.C. Desafio Lixo Zero: gestão de resíduos sólidos como oportunidade de educação ambiental e governança no Colégio de Aplicação da UFSC. Trabalho de Conclusão de Curso (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC, 2015.

Downloads

Publicado

2020-10-01

Edição

Seção

ARTIGOS CIENTÍFICOS