CAMINHOS QUE SE ABREM ESTRADAS QUE SE CRUZAM: ENSAIO SOBRE OS PERCURSOS METODOLÓGICOS DA PESQUISA

Thereza Cristina Bertazzo Silveira Viana

Resumo


Este ensaio apresenta uma reflexão acerca das premissas epistemológicas que compõem o campo das Ciências Humanas e Sociais e suas contribuições para a construção dos saberes por meio da iniciação científica entre estudantes do nono ano do Ensino Fundamental do Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Santa Catarina.


Palavras-chave


Pesquisa; Metodologia; Iniciação científica; Ciências humanas e sociais; Epistemologia

Texto completo:

PDF

Referências


BAUER, M. W.; AARTS, B. A construção do corpus: um princípio para a coleta de dados qualitativos. In: BAUER, M. W.; GASKELL, G. (orgs) Pesquisa Qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. 6.ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2007.

BERGER, P. LUCKMANN, T. A construção social da realidade: tratado de sociologia do conhecimento. 25.ed. Petrópolis: Vozes, 2005.

BOURDIEU, P. Meditações Pascalianas. trad. Sergio Miceli. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2001.

BOURDIEU, Pierre. Efeitos de lugar. In: ___________ (coord). A miséria do mundo. Petrópolis, RJ: Vozes, 2003, p.159 – 166.

BOURDIEU, P. O poder simbólico. 9.ed. trad. Fernando Tomaz. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2006.

BOURDIEU, P. O capital social – notas provisórias. In: NOGUEIRA, M. A. e CATANI, A. (orgs.) Escritos de educação. 9.ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2007.

BOURDIEU, Pierre. A distinção: crítica social do julgamento. São Paulo: Edusp; Porto Alegre: Zouk, 2008.

BRUYNE, P. de; HERMAN, J.; SCHOUTHEETE, M. de. Dinâmica da pesquisa em Ciências Sociais: os pólos da prática metodológica. 2.ed. trad. Ruth Joffily. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1982.

DURKHEIM, Émile. As Regras do Método Sociológico. São Paulo: Martin Claret, 2005.

DURKHEIM, Émile. Sociologia. José Albertino Rodrigues (org). – 9ª ed. 8ª reimp. – São Paulo: Ática, 2005.

ELIAS, N. A sociedade dos indivíduos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 1994a.

ELIAS, N. O processo civilizador. vol.1: uma história dos costumes. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 1994b.

ELIAS, N.; SCOTSON, J. L. Os estabelecidos e os outsiders: sociologia das relações de poder a partir de uma pequena comunidade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2000.

ELIAS, N. A sociedade de corte: investigação sobre a sociologia da realeza e da aristocracia de corte. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2001.

FERREIRA, A. B. de H. Novo dicionário Aurélio da língua portuguesa. 3.ed. Curitiba: Positivo, 2004.

GASKELL, G. Entrevistas Individuais e Grupais. In: BAUER, M. W.; GASKELL, G. (orgs) Pesquisa Qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. 6.ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2007.

GIDDENS, A. Sociologia. 4.ed. Porto Alegre: Artmed, 2005.

GIDDENS, A. e TURNER, J. (orgs.) Teoria social hoje. trad. Gilson César C. De Sousa. São Paulo: UNESP, 1999.

HERITAGE, J. C. Etnometodologia. In: GIDDENS, A. e TURNER, J. (orgs.) Teoria social hoje. trad. Gilson César C. De Sousa. São Paulo: UNESP, 1999.

JOAS, H. Interacionismo simbólico. In: GIDDENS, A. e TURNER, J. (orgs.) Teoria social hoje. trad. Gilson César C. De Sousa. São Paulo: UNESP, 1999.

ORTIZ, R. Pierre Bourdieu. Coleção os grandes pensadores. São Paulo: Ática, 1983.

THIRY-CHERQUES, H. R. Pierre Bourdieu: a teoria na prática. Revista RAP. Rio de Janeiro, n.40 (1), jan./fev., 2006, pp.27-55.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.