Lean manufacturing applied in the production process for the implementation of two-dimensional barcode QR-Code on operational and functional control

Jorge Okumura, Carlos Antônio Vinotti, Ismael Luiz Santos, Maria Lucia Miyake Okumura, Osiris Canciglieri Junior

Abstract


The demands of the market over the requisites of agility, information confiability to identify the products and tracebility, have elevated the control exigence inside the manufacturing chain, contributing for the increase of inefficiency and decrease of the companies productivity. The advent of new technologies, the discovery of new work tools developed from the Information Technology evolution, together with the "Lean concept", has created the possibility of reverting this frame. The use of the bar code has turned more precise the information conjoint to the productivity improvement in the diverse sections of the production chain. The present article is a study case of preparation of heavy industry environment for the implementation of the bidimensional bar code tool QR-Code in a company of plastic injection situated in Curitiba/PR. The obtained results have shown significative performance after kaizen and implantation of the bidimensional bar code, as shown in the client's indicators of rejection, order fulfillment, rejection in the manufacture process, exchange time of models, manufacture Lead Time and storage of the final product, which resulted above the established aims. The process of manufacture has gained in confiability and productivity, reducing the preparation of forms to insert data in the system.

Keywords


Information Technology; Lean Manufacturing; Toyota Production System; Bi-dimensional Bar Code QR-Code

References


Campos, Vicente Falconi (2014). TQC: Controle da Qualidade Total (no estilo japonês). 9.ed. Nova Lima: Editora Falconi.

Denso Wave Incorporated (2009). History of QR-Code. Disponível em: < http://www.qrcode.com/en/history/>. Acesso em: 13 mar. 2018.

Fogliatto, Flávio Sanson; Ribeiro, José Luís Duarte (2011). Confiabilidade e Manutenção Industrial. Rio de Janeiro: Elsevier.

Ghinato, Paulo (1996). Sistema Toyota de Produção: mais do que simplesmente Just-in-Time. Caxias do Sul: Universidade de Caxias do Sul.

Kaplan, R.; Norton, D. P. (2001). Organização orientada para a estratégia. Rio de Janeiro: Campus.

Laurindo, Fernando José Barbin; Mesquita, Marco Aurélio (2000). Material requirements planning: 25 anos de história; uma revisão do passado e prospecção do futuro. Gestão & Produção, v. 7, n. 3, p. 320-337, São Carlos, Edição especial sobre Planejamento e Controle da Produção.

Laurindo, Fernando José Barbin (2002). Tecnologia da Informação: eficácia nas organizações. São Paulo: Editora Futura.

Lean Institute Brasil. Lean and TI. Disponível em < https://www.lean.org.br/consultoria-lean-em-ti.aspx>. Acessado em 14 jul 2018.

Martins, C. F. (2015). O modelo Lean de melhoria contínua: uma crônica de transformação enxuta em um ambiente administrativo. Curitiba, PR: Editora CRV.

Martins, C. F.; Röse, A. S.; Brognoli, A. C. S.; Lopes, S. L.; Ribeiro, K. (2017). Aplicação do Hoshin Kanri: foco, alinhamento e sinergia nos desdobramentos das Diretrizes de uma Unidade Operacional do SESI Santa Catarina. In. Journal of Lean Systems, v.2, n.4, p.62-79.

Martins, G. (2006). Estudo de caso: uma estratégia de pesquisa. São Paulo: Atlas.

Medeiros Junior, A. (2002). Análise de novas tecnologias de comunicação de dados utilizadas na gestão da cadeia de suprimentos. Dissertação de mestrado do Departamento de Engenharia de Produção, Escola Politécnica, Universidade de São Paulo. São Paulo.

Ohno, Taiichi (1997). O Sistema Toyota de Produção: Além da produção em larga escala. Porto Alegre: Bookmann.

Okumura, J.; Vinotti, C. A.; Santos, I. L.; Okumura, M. L. M.; Canciglieri Junior, O. (2018). Manufatura Lean aplicada no processo fabril para implantação do código de barra bidimensional QR-Code no controle operacional. In. Anais do VII Congresso de Sistemas Lean: em busca da excelência do fluxo de valores, v. 1. p. 47-59.

Okumura, M. L. M.; Canciglieri Junior, O.; Oliveira, C. V. (2012). A aplicação da tecnologia assistiva no processo de desenvolvimento integrado de produtos inclusivos: um estudo no acesso ao código QR pelo usuário com deficiência visual (relatório técnico), PPGEPS/PUCPR.

Ribeiro, H. (2016). 5S: A base do TPM - como construir uma base física e comportamental para o sucesso do TPM. TPM Collection, v.2. São Caetano do Sul: PDCA Editora.

Monden, Yasuhiro (2015). Sistema Toyota de Produção: Uma abordagem integrada ao Just-in-time. Porto Alegre: Bookman.

Shingo, Shigeo (1996). O Sistema Toyota de Produção: do ponto de vista da engenharia de produção. Porto Alegre: Bookmann.

Silva, J. M. (1996). O Ambiente da Qualidade na prática: 5S. Belo Horizonte: Fundação Christiano Ottoni.

Slack, N. (1993). Vantagem competitiva em manufatura: atingindo competitividade nas operações industriais. São Paulo: Atlas.

Thomaz, M. F. (2015). Balanced ScoreCard e Honshin Kanri: alinhamento organizacional e execução da estratégia. Lisboa: LIDEL.

Walter, O. M. F. C.; Tubino, D. F. (2013). Métodos de avaliação da implantação da manufatura enxuta: uma revisão da literatura e classificação. In. Gestão & Produção, 20(1), 23-45.

Womack, J. (2004). A mentalidade enxuta nas empresas: elimine o desperdício e crie riqueza. Trad. Ana Beatriz Rodrigues, Priscilla Martins Celeste. Rio de Janeiro: Elsevier.


Refbacks

  • There are currently no refbacks.


_________________________________________________________

Licença Creative Commons
This journal is licenced under a Creative Commons LicenseCreative Commons - Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Contact: lean@contato.ufsc.br
Tel: +554837217062

EPS - Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas

CTC - Centro Tecnológico

UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina

Caixa Postal 476 - Campus Universitário - Trindade