O Transtorno Alimentar Da Anorexia: um estudo de caso do filme “O Mínimo Para Viver”

Carolina Alves Luengo, Maria Bernadete Flores Alves

Resumo


Os transtornos alimentares são razão de sofrimento para muitas pessoas na atualidade, dado que além de fatores fisiológicos, aspectos sociais e psicológicos estão envolvidos nesses distúrbios. O objetivo deste estudo foi mapear essa multifatoriedade apresentada por uma pessoa com anorexia por meio da observação e análise do filme “O Mínimo para Viver”. Na revisão literária buscou-se trazer diversas abordagens relacionadas tanto à alimentação quanto aos distúrbios associados a ela, com especial atenção à anorexia. Apresentam-se resultados relacionados ao sofrimento psíquico, à distorção da autoimagem e ao desprezo pela vida observáveis na protagonista. Por fim, discute-se a necessidade de estudar e debater temas como esse na atualidade, além da importância social e subjetiva de uma intervenção adequada.



Texto completo:

PDF

Referências


American Psychiatric Association. (2014). DSM-5: Manual diagnóstico e estatístico de transtornos mentais. Porto alegre: Artmed Editora.

Balaias, D. (2010). Quando as emoções comandam a fome. Revista Portuguesa de Psicologia, 1-4.

Cintra, J. D. de S., Ximenes, R. C. C., Lopes, J. C. M., de Lima, I. J., Neto, C. F. de O., Nogueira, P. M. F. S., Freitas, T. da S., Pinto, T. C. C. (2019). Transtornos Alimentares e Neurociência. In R. C. C. Ximenes (Coord.), Insatisfação com a Imagem e Transtorno Dismórfico Corporal. Curitiba: Appris.

Claudino, A. de M., & Borges, M. B. F. (2002). Critérios diagnósticos para os transtornos alimentares: conceitos em evolução. Brazilian Journal of Psychiatry, 24(Suppl. 3), 07-12. https://dx.doi.org/10.1590/S1516-44462002000700003

de Lima, G. B., Ximenes, R. C. C., de Oliveira. I. T., M., Miguel. R

D. S., Xavier, J. E., Silva, N. A. (2019). Transtornos Alimentares e Neurociência. In R.C.C. Ximenes (Coord.), Alterações no Sistema Nervoso Relacionadas a Percepção Visual. Curitiba: Appris.

Ferriolli, B. H. V. M. (2010). Associação entre as alterações de alimentação infantil e distúrbios de fala e linguagem. Revista CEFAC, 12(6), 990-997. https://doi.org/10.1590/S1516-18462010005000037

Fiates, G. M. R., & Salles, R. K. D. (2001). Risk factors in the development of eating disorders: study in a group of college women. Revista de Nutrição, 14, 3-6. https://doi.org/10.1590/S1415-52732001000400001

Fleitlich, B. W., Larino, M. A., Cobelo, A., & Cordás, T. A. (2000). Anorexia nervosa na adolescência. Jornal de Pediatria, 76(3), 323-329. Disponível em http://www.jped.com.br/conteudo/00-76-S323/port.pdf

Góes, F., & Villaça, N. (1998). Em nome do corpo. Rio de Janeiro: Rocco.

Jackson W. (1999). Alimento e transformação. São Paulo: Paulus.

Kaufman, A. (2013). Alimento e emoção. ComCiência, (145).

Noxon, M. (Diretor) (2017). O Mínimo Para Viver [Filme].

Papalia, D. E., & Feldman, R. D. (2006). Desenvolvimento humano. Porto Alegre: Artmed editora.

Peixoto, A. L. (2012). Transtornos alimentares: entenda os aspectos que envolvem essas patologias e suas implicações. Minas Gerais: AS Sistemas.

Pinzon, V., Gonzaga, A. P., Cobelo, A., Labaddia, E., Belluzzo, P., & Fleitlich-Bilyk, B. (2004). Peculiaridades do tratamento da anorexia e da bulimia nervosa na adolescência: a experiência do PROTAD. Archives of Clinical Psychiatry (São Paulo), 31(4), 167-169. https://dx.doi.org/10.1590/S0101-60832004000400007

Scazufca, A. C. M., & Berlinck, M. T. (2004). Sobre o tratamento psicoterapêutico da anorexia e da bulimia. Limites, 89-106. Disponível em http://espacoviverzen.com.br/wp-content/uploads/2017/09/Ana_Cecilia_Scazufca-Tratamento_da_Anorexia_e_Bulimia.pdf

Silva, M. L. D. A., Taquette, S. R., & Coutinho, E. S. F. (2014). Sentidos da imagem corporal de adolescentes no ensino fundamental. Revista de Saúde Pública, 48, 438-444. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/rsp/v48n3/pt_0034-8910-rsp-48-3-0438.pdf

Veras, J. L. de A., Ximenes, R. C. C., de Vasconcelos, F. M. N., Sougey, E. B. (2019). Transtornos Alimentares e Neurociência. In R.C.C. Ximenes (Coord.), Transtornos alimentares e suicidio na adolescência. Curitiba: Appris.

Ximenes, R. C. C. (2019). Transtornos Alimentares e Neurociência. Curitiba: Editora Appris.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.