Jovens em conflito com a lei: possibilidades de desenvolvimento social em uma instituição religiosa

Amanda Patrícia Pimentel de Miranda, Pamela Sophya Costa Ribeiro

Resumo


Este trabalho teve como objetivo investigar os processos de acolhimento e intervenção realizados em uma instituição religiosa com jovens em conflito com a lei e em situações de vulnerabilidade. A análise objetivava uma compreensão mais contextualizada acerca da delinquência juvenil, a fim de evitar a exclusão causada pela atribuição de estereótipos aos indivíduos infratores, o que prejudica o processo de ressocialização e reinserção na sociedade, bem como a promoção do desenvolvimento social do jovem. Para isso, foi realizada uma observação analítica e crítica do filme “Dom Bosco - uma vida para os jovens”, articulando as cenas do filme, tematizado na questão da delinquência juvenil, com diversos estudos que abordaram a mesma temática, a fim de pesquisar se as atitudes presentes no filme corroboram com os artigos que trazem dados da realidade de jovens em conflitos com a lei e em situações de vulnerabilidade. Concluiu-se, por meio da análise das ações do protagonista em relação a quatro personagens, que dentro da instituição religiosa criada pelo protagonista foi possível estabelecer a criação de vínculos afetivos, comportamentos de apego e obter êxito no desenvolvimento social adequado para a convivência em sociedade por meio de intervenções com trabalho profissional, atividades físicas e educação voltada à escolarização e moralidade. Ademais, observa-se que suas ações de acolhimento e intervenção promoveram qualidade de vida tanto na relação “indivíduo e sociedade”, quanto nas relações interpessoais, envolvendo a construção de laços afetivos em junção ao aprendizado de como conviver em comunidade.

Texto completo:

PDF

Referências


Assis, S. G., & Constantino, P. (2005). Perspectivas de prevenção da infração juvenil masculina. Ciência & Saúde Coletiva, 10(1), 81-90. https://www.scielosp.org/article/csc/2005.v10n1/81-90/pt/

Bee, H. & Boyd, D. (2011). A criança em desenvolvimento (12a ed.). São Paulo: Artmed.

Braido, P. (2008). Dom Bosco padre dos jovens no século da liberdade. São Paulo: Editora Salesiana. Recuperado de: http://salesianoscooperadores.com.br/wp-content/uploads/2020/08/Livro-Dom-Bosco-Padre-dos-Jovens-no-S%C3%A9culo-da-Liberdade-Vol-1.pdf

Bosco, J. (2012). Memórias do oratório de São Francisco de Sales. Brasília: Editora Dom Bosco. Retirado de: http://salesianoscooperadores.com.br/wp-content/uploads/2020/08/Livro-Mem%C3%B3rias-do-Orat%C3%B3rio-de-S%C3%A3o-Francisco-de-Sales.pdf

Carvalho, M. J. L. (2019) Delinquência juvenil: um velho problema, novos contornos. Centro de Estudos Judiciários. 1(1) 79-106. Recuperado de:

https://research.unl.pt/ws/files/16597828/Delinquencia_juvenil_um_velho_problema_novos_contornos.pdf

Cesário, D. S., Rocha, M. F., & Rocha, K. L. F. (2018). A importância do esporte na medida socioeducativa dos adolescentes infratores. RENEF, 1(1), 3-16.

Cocco, M., & Lopes, M. J. M. (2010). Violência entre jovens: dinâmicas sociais e situações de vulnerabilidade. Revista Gaúcha de Enfermagem, 31(1), 151-159. Recuperado de:

https://seer.ufrgs.br/RevistaGauchadeEnfermagem/article/view/10620

Damião, D. B. (2020). Conduta Delinquente: Um estudo sobre as consequências da delinquência. O Portal dos Psicólogos, 1-12.

Durkheim, É. (2000). O suicído: estudo de sociologia. São Paulo: Martins Fontes. Recuperado de https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/2965009/mod_resource/content/0/%C3%89mile%20Durkheim%20-%20O%20Suicidio%20%282000%29.pdf

Feijó, M. C., & Assis, S. G. de. (2004). O contexto de exclusão social e de vulnerabilidades de jovens infratores e de suas famílias. Estudos de Psicologia (Natal), 9(1), 157-166. Recuperado de https://doi.org/10.1590/S1413-294X2004000100017

Gasparini, L. (Diretor) (2004). Don Bosco [Filme]. Columbia Pictures; Itália.

Gomes, H. M. S., & Pereira, M. G. (2014). Funcionamento familiar e delinquência juvenil: A mediação do autocontrolo. Análise Psicológica, 32(4), 439-451. Recuperado de

http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312014000400005

Gomide, C. I. P., Mascarenhas, D. B. A., & Munhoz, V. G. (2017). Avaliação de uma intervenção para redução de comportamentos antissociais e aumento de escolarização em adolescentes de uma instituição de acolhimento. Acta Comportamentalia: Revista Latina de Análise de Comportamiento, 25(1), 25-40.

Oliveira, S. C., & Gomes, C. F. (2008). Os jogos e brincadeiras de adolescentes privados de liberdade: Uma possibilidade na prática educativa. Revista da Faculdade de Educação, 1(9), 115-126.

Santos, J. D. D. (2015). Delinquência juvenil: A relação entre a vinculação á mãe, ao pai e ao grupo de pares. Tese de Doutorado.

Silva, D. F. M. (2002). O desenvolvimento das trajetórias do comportamento delinqüente em adolescentes infratores. Dissertação de doutorado, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, Brasil.

Silva, M. S. (2011). Perturbações do comportamento, vinculação, funcionamento familiar e práticas educativas parentais em jovens delinquentes. Tese de Doutorado. Instituto Universitário de Psicologia.

Tejadas, S. S. (2005). Juventude e ato infracional: as múltiplas determinações da reincidência. Dissertação de mestrado, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, Brasil.

Vaz, M. S. D. S. F. (2011). Vinculação à mãe, ao pai e ao grupo de pares e sua relação com a delinquência juvenil. Dissertação de Mestrado.

Zappe, J. G., & Dias, A. C. G. (2010). Delinquência juvenil na produção científica nacional: distâncias entre achados científicos e intervenções concretas. Barbarói. Santa Cruz do Sul, (33), 82-103.

Parte 1 do filme: https://gloria.tv/post/96xReSvGBovj6Er6gFxETKcYH

Parte 2 do filme: https://gloria.tv/post/DyMRLumN3Yxy6PB1BpkVXSkYE


Apontamentos

  • Não há apontamentos.