Hannah Arendt: o antissemitismo ideológico e a racionalidade totalitária

Robério Honorato dos Santos

Resumo


A despeito do fim histórico dos regimes totalitários, as sociedades de massa da atualidade legaram elementos que sobreviveram daquela experiência. Este artigo tem por objetivo analisar o antissemitismo ideológico como resultado da racionalidade totalitária. Para tanto, procuramos definir o que seja racionalidade totalitária e as razões pelas quais é possível inferi-la a partir da obra de Hannah Arendt. Para nós a racionalidade totalitária tem sido uma importante chave interpretativa no que tange a compreensão da sobrevivência dos elementos totalitários e de suas implicações político- existenciais. Neste sentido, este estudo visa elucidar o processo pelo qual a transformação do antissemitismo em ideologia com implicações políticas revela a operacionalização da racionalidade totalitária.


Palavras-chave


Hannah Arendt, antissemitismo, ideologia, racionalidade totalitária

Texto completo:

PDF

Referências


ABRANCHES, A. Uma herança sem testamento. In.: ARENDT, H. A Dignidade da Política: ensaios e conferências. 3ª ed. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 2002, pp. 7-14.

AGUIAR, O. A. A tipificação do totalitarismo segundo Hannah Arendt. Doispontos, 5 (2), 2008, p. 73-88.

ARENDT, H. Compreensão e política e outros ensaios: 1930-1954. (Coleção Antropos). Lisboa: Relógio D’agua, 2001.

ARENDT, H. O que é Política? 4ª ed., Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2003.

ARENDT, H. Origens do totalitarismo. 1ª ed., São Paulo: Companhia das Letras, 2012.

ARENDT, H. Entre o passado e o futuro. (Debates, 64). São Paulo: Editora Perspectivas, 2016.

ARENDT, H. A Condição Humana. 13ª ed., rev. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2017.

LAFER, C. Hannah Arendt: pensamento, persuasão e poder. 2ª ed., revista e ampliada. São Paulo: Paz e Terra, 2003.

PEREIRA, G. A. E. Alienação, ideologia e verdade na obra de Hannah Arendt. Princípios, 25 (48), 2018, p. 195-216.

SANTOS, R. H. dos. Acerca da racionalidade totalitária em Hannah Arendt: da experiência totalitária ao repensar os sentidos da política. 137 f. São Bernardo do Campo, SP. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal do ABC - UFABC, 2019.

SONTHEIMER, K. Prefácio. In.: ARENDT, H. O que é Política? 4ª ed., Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2003.

TELES, E.; QUINALHA, R. Espectro da Ditadura. Da Comissão da Verdade ao bolsonarismo. 1ª ed. São Paulo: Autonomia Literária, 2020, v. 1.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Robério Honorato dos Santos

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

PERI - Revista de Filosofia
ISSN 2175-1811, Florianópolis,
Santa Catarina, Brasil
e-mail: revistaperi@contato.ufsc.br