Resistência do solo à penetração em diferentes sistemas de cultivo em Campos Novos, SC.

Autores

  • Eduardo Schabatoski Guidi UDESC

Resumo

Este relato de experiência técnica apresenta as considerações observadas durante a determinação da resistência do solo à penetração (RP) em sistema de cultivo em transição para base ecológica em comparação ao manejo convencional e mata nativa. As atividades foram conduzidas em uma propriedade rural no município de Campos Novos, Santa Catarina. Para coleta dos dados de RP foi utilizado o penetrômetro eletrônico manual, associado ao receptor de GPS e posteriormente elaborado o mapa através do software SAGA GIS. Na área com manejo convencional foram observados valores próximos a 2700 kPa, enquanto os menores valores de RP foram determinados na área de mata nativa (2364 kPa). Os valores mais elevados foram observados na área submetida ao manejo em transição para base ecológica (2960 kPa). Recomenda-se a realização de novas análises considerando os intervalos das culturas, porém com maior densidade amostral a fim de proporcionar o mapeamento mais detalhado das variações de RP.

Downloads

Publicado

2022-10-12

Edição

Seção

DIÁLOGOS AGROECOLÓGICOS V