Consumo de orgânicos

Uma análise com os acadêmicos das áreas Agrárias do Instituto Federal de Santa Catarina Câmpus Lages

Autores

  • Emanuella Furlan Vargas Instituto Federal de Santa Catarina IFSC - Campus Lages
  • Samuel Ferreira de Mello Instituto Federal de Santa Catarina IFSC - Campus Lages
  • Eduarda Lessa de Araújo de Souza IFSC

Resumo

O objetivo deste trabalho foi compreender o comportamento de consumo deprodutos orgânicos pelos acadêmicos das áreas agrárias (técnico emagroecologia, agronegócio e tecnólogo em gestão do agronegócio) do IFSCCâmpus Lages. Foi pesquisado como os indivíduos tomam decisões de uso derecursos, como tempo e dinheiro, por consumo de produtos e serviços de origemorgânica e aplicados 65 questionários entre os participantes da pesquisa, a fim deconhecer essa realidade. Os principais resultados encontrados foram que 51 dosparticipantes consideram a produção orgânica como um cultivo e manejo seminsumos agroquímicos. Os estudos foram a maior fonte de conhecimento sobreorgânicos, porém raramente consomem produtos orgânicos. Um fator para o seuconsumo foi a saúde, 68% afirmou que pagariam mais caro por um produtoorgânico de qualidade. Quanto aos efeitos prejudiciais dos agrotóxicos, doençascomo o câncer e a degradação do solo foram os mais citados entre os estudantes.Palavras-chave: Estudantes; Alimentação; Saúde; Impactos de agrotóxicos.

Biografia do Autor

Emanuella Furlan Vargas, Instituto Federal de Santa Catarina IFSC - Campus Lages

Acadêmica do Curso de Gestão do Agronegócio.

Samuel Ferreira de Mello, Instituto Federal de Santa Catarina IFSC - Campus Lages

Docente de Administração do Instituto Federal de Santa Catarina IFSC - Campus Lages

Downloads

Publicado

2022-10-12

Edição

Seção

DIÁLOGOS AGROECOLÓGICOS V