A política de renúncia da receita tributária em Santa Catarina: impacto financeiro, distribuição setorial e desenvolvimento regional desigual

Juliano Giassi Goularti

Resumo


Este artigo tem por objetivo analisar a política fiscal de renúncia tributária do governo do Estado de Santa Catarina. Considerando que o valor monetário renunciado na última década totaliza quase um terço da receita tributária de ICMS, buscaremos analisar o impacto financeiro desta política ao Tesouro estadual, bem como a distribuição setorial e regional do valor monetário renunciado. Como hipótese norteadora, busca-se situar que a renúncia de receita é definida por relações sociais de poder e que sua distribuição regional é definida pela divisão social do trabalho. Quanto ao problema de pesquisa, podemos defini-lo como: o recurso público renunciado em favor da iniciativa privada é sinônimo de desenvolvimento econômico, social e regional? Para construção deste artigo, foi realizada uma pesquisa em relatórios disponibilizados pela Secretaria de Estado da Fazenda e pela Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina. Além disso, foram acompanhados diversas reuniões da Comissão de Finanças e Tributação e sessões Plenárias que tinham na pauta e na ordem do dia votação e discussão sobre a temática.

Texto completo:

PDF/A

Referências


ATRICON – Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil. Resolução ATRICON nº 6/2016 Aprova as Diretrizes de Controle Externo Atricon 3210/2016, relacionadas à temática “Receita e renúncia de receita”. 2016.

BRASIL. Lei Complementar nº 24, de 07 de janeiro de 1975. Dispõe sobre os convênios para a concessão de isenções do imposto sobre operações relativas à circulação de mercadorias, e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/lcp/lcp24.htm Acesso em 21 dez. 2020.

BRASIL. Gasto tributário: conceito e critérios de classificação. Ministério da Economia. Brasília. 2019.

GOULARTI, Juliano Giassi. Santa Catarina: uma guerra fiscal declarada. In: II Encontro de Economia Catarinense. Anais... Chapecó/SC, 2008.

GOULARTI, Juliano Giassi. Desenvolvimento desigual, incentivos fiscais e acumulação em Santa Catarina. Florianópolis: Insular, 2014.

GOULARTI, Juliano Giassi. Um decênio das Secretarias de Desenvolvimento Regional em Santa Catarina: O que Mudou? In: Revista Desenvolvimento em Questão, v. 13, n. 29, jan-mar/2015.

GOULARTI, Juliano Giassi. A política de incentivos fiscais em Santa Catarina: lobby político, poder econômico e desigualdades regionais. In: Revista de Economia da Universidade Federal do Paraná, v. 40, n. 73, p. 275-304, 2019.

GOULARTI, Juliano Giassi. Política fiscal e desoneração tributária no Brasil. Criciúma: Editora da Unesc, 2020.

HENRIQUES, Elcio Fiori. Os benefícios fiscais no direito financeiro e orçamentário: o gasto tributário no direito brasileiro. São Paulo: Quartier Latin, 2010.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Produto Interno Bruto dos Municípios. 2020. Disponível em: https://sidra.ibge.gov.br/pesquisa/pib-munic/tabelas. Acesso em: 10 jan. 2021.

SANTA CATARINA. Oficio Nº 511/CC-DIAL-GEMAT. Florianópolis/SC, 22 de maio de 2020, 2020a.

SANTA CATARINA. Oficio Nº 916/CC-DIAL-GEMAT. Florianópolis/SC, 10 de agosto de 2020, 2020b.

SANTA CATARINA. Oficio Nº 919/CC-DIAL-GEMAT. Florianópolis/SC, 10 de agosto de 2020, 2020c.

SALVADOR, Evilasio. Renúncias tributárias: os impactos no financiamento das políticas sociais no Brasil. Brasília: INESC, 2015.

SOARES, W. L.; PORTO, M. F. P. Uso de agrotóxicos e impactos econômicos sobre a saúde. In: Revista de Saúde Pública. v. 46, n. 2, São Paulo, 2012.

SMITH, Adam. A riqueza das nações: investigação sobre sua natureza e suas causas. São Paulo: Abril Cultural, 1983. (Coleção Os Economistas, v. 1).

TAX JUSTICE NETWORK. The State of Tax Justice 2020: Tax Justice in the time of COVID-19. 2020. Disponível em: https://taxjustice.net/wp-content/uploads/2020/11/The_State_of_Tax_Justice_2020_ENGLISH.pdf. Acesso em: 06 jan. 2021.

PINTO, Élida G. Controle judicial dos orçamentos públicos em prol dos direitos fundamentais. 2016. Disponível em: https://www.conjur.com.br/2016-ago-17/elida-pinto-controle-orcamentario-prol-direitos-fundamentais. Acesso em: 05 jan. 2021.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Rev. NECAT, ISSN 2317-8523, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.