A dinâmica demográfica de Santa Catarina no período pós-1991

Autores

  • Carla Craice Universidade Estadual de Campinas
  • Thiago Pezzo Universidade Federal de Santa Catarina

Palavras-chave:

Santa Catarina, Demografia, Mudanças

Resumo

O presente artigo tem como objetivo trazer um panorama das principais características demográficas do estado de Santa Catarina e suas seis mesorregiões. Para tal fim, utilizaram-se dados dos Censos Demográficos de 1991, 2000 e 2010, possibilitando uma perspectiva da dinâmica da população em um período recente. São trazidas informações sobre o crescimento, distribuição da população e sua composição. Assim sendo, este artigo está dividido em três partes, além desta introdução e considerações finais. Para iniciar a discussão, a primeira parte busca identificar de forma breve os fatores sociais e econômicos que contextualizam a atual situação demográfica de Santa Catarina. A segunda parte aponta as mudanças em termos de crescimento e distribuição da população entre as mesorregiões. A terceira e última parte reflete sobre os aspectos da composição populacional, a proporção da população segundo o sexo (razão de sexo) e a estrutura etária, ou seja, os principais elementos que caracterizam a população no Estado de Santa Catarina. Por fim, apresentam-se algumas considerações conclusivas sobre os principais processos demográficos em curso no Estado de Santa Catarina. 

Biografia do Autor

Carla Craice, Universidade Estadual de Campinas

Doutoranda em Demografia pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)

Thiago Pezzo, Universidade Federal de Santa Catarina

Mestrando em Serviço Social pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

Referências

AIDAR, T. O impacto das causas violentas no perfil de mortalidade da população residente no Município de Campinas: 1980 a 2000. Revista Brasileira de Estudos de População. v. 20, n. 2, 2003.

ALVES , J. E. D. O. Bônus Demográfico e o crescimento econômico no Brasil. Rio de Janeiro, Aparte, Inclusão Social em Debate, IE-UFRJ,2004. Disponível em: http://www.ie.ufrj.br/aparte/pdfs/bonusdemografico.pdf. Acesso em: 6 abril 2015.

BERQUÓ, E. Demographic evolution of the Brazilian population during the twentieth century. In: HOGAN, D. (Org.). Population change in Brazil: contemporary perspectives. Campinas: NEPO/UNICAMP, 2001.

BERTHO, A. C. S.; AIDAR, T. Mobilidade cotidiana e as taxas de vitimização por acidentes de trânsito: o que é possível enxergar através dos dados censitários?. In: Anais do XIX Encontro Nacional de Estudos Populacionais, São Pedro, 2014. v. 1.

BRITO, F. O deslocamento da população brasileira para as metrópoles. Estudos Avançados, v. 20, n. 57, p. 221–236, ago. 2006. Acesso em: 4 abril 2015.

GOULARTI FILHO, Alcides. A formação econômica de Santa Catarina. Ensaios FEE v. 23, n. 2, p. 977–1007 , 2002.

LESTHAEGHE, Ron J. The Unfolding Story of the Second Demographic Transition. PSC Research Report, n. 10-696. 2010.

MATTEI, Lauro. Economia catarinense: crescimento com desigualdades regionais. Anais do V Encontro de Economia Catarinense. Florianópolis, 2011.

PATARRA, Neide Lopes. Trasición Demográfica: Resumén Histórico o Teoría de Población?. Demografia y Economia, El Colegio Mexico, 1973.

WONG, Laura L. R.; CARVALHO, José A. O rápido processo de envelhecimento populacional do Brasil: sérios desafios para as políticas públicas. R. bras. Est. Pop., São Paulo, v. 23, n. 1, p. 5-26, jan./jun. 2006.

Downloads

Publicado

2020-11-24