UMA REFEIÇÃO COM NANETTO

Luan Luis Sevignani, Carlos Eduardo Schimidt Capela

Resumo


Com a finalidade de investigar e refletir sobre modos narrativos de apresentar o emigrante italiano no sul do Brasil, em especial no que diz respeito à posição desse emigrante frente a um país em (trans)formação, este trabalho se detém sobre o primeiro romance escrito no Brasil em talian: Nanetto Pipetta, de Aquiles Bernardi. O trabalho, num primeiro momento, preocupa-se em  elencar fatos da história da emigração italiana e em articulá-los com a ficção, produzindo pontos de contato que possibilitem criar a(s) identidade(s) do emigrante italiano na sua representação. Num segundo momento, ele se atém ao estudo da estrutura narrativa do romance, procurando discernir elementos e procedimentos textuais pelos quais emigrantes italianos são representados, emergindo daí uma série de paradoxos relativos ao sentimento limítrofe do ser nacional.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

uox-Rev., © 2013, UFSC, Florianópolis, Brasil, ISSN 2358-1514