Das cadeias produtivas globais ao Sinceramiento: o agronegócio brasileiro e o Mercosul

Autores

  • Diogo Oliveira Silva Universidade Federal de Santa Catarina

Resumo

Este artigo faz um paralelo entre a inserção do Brasil nas cadeias produtivas globais (CGV) e as propostas de flexibilização do Mercosul que partem do país por meio de suas autoridades públicas. Utilizando-se da abordagem teórica da CGV, defende que grande parte da participação do Brasil nas cadeias de produção global está concentrada na exploração de recursos naturais e no agronegócio, atividades de nível inicial na cadeia de valor. Desta compreensão, busca interrelacionar a crescente demanda por flexibilizar o Mercosul, por parte do Brasil, e a crescente importância do agronegócio para as exportações brasileiras, num momento de grave crise econômica nacional. Palavras-chave: Cadeia produiva global, Economia Brasileira, Agronegócio, Mercosul

Biografia do Autor

Diogo Oliveira Silva, Universidade Federal de Santa Catarina

Mestrando em Relações Internacionais e formado em Ciências Econômicas pela Universidade Federal de Santa Catarina. Tem experiência na área de Economia, com ênfase em Economia brasileira, da América Latina e Economia política internacional.

Downloads

Publicado

2017-06-19

Edição

Seção

Artigos