O burnout na vida do oncologista

Autores

DOI:

https://doi.org/10.32963/bcmufsc.v5i6.3827

Palavras-chave:

Ensaio, Educação de Pós-Graduação em Medicina, Esgotamento Profissional

Resumo

Esta série especial de ensaios apresenta textos produzidos pelos alunos do Programa de Pós-Graduacão em Ciências Médicas na disciplina “Seminários de Pesquisa”. Solicitou-se aos alunos que apresentassem, em primeira pessoa, sua motivação e trajetória que os conduziram ao trabalho na pós-graduação, bem como a pergunta e a metodologia de seus projetos de pesquisa, com o principal objetivo de inspirar os estudantes de graduação à carreira de pesquisadores. Neste ensaio, a mestranda apresenta seu interesse pela síndrome de “burnout” em sua especialidade médica e como pretende pesquisar sobre a eficácia de medidas de intervenção terapêutica nesta síndrome.

Biografia do Autor

Anne Calbusch Schmitz, Universidade Federal de Santa Catarina

Faculdade de Medicina na UFSC 2005Residencia em clinica Medica HU UFSC 2006/2007Residencia em Oncologia Clinica no Cepon /HGCR 2008/2011Medica oncologista no Cepon e na Clinica ViverMestranda no PPGCM

Referências

: Banerjee S, Califano R, Corral J et al. Professional burnout in European young oncologists: results of the European Society for Medical Oncology (ESMO) Young Oncologists Committee Burnout Survey. Ann Oncol 2017; 28: 1590-6.

: Murali K, Banerjee S. Let’s address burnout in oncologists and reimagine the way we work. Nat Rev Clin Oncol 2019; 16: 1-2.

Downloads

Publicado

2019-12-04

Edição

Seção

Ensaios