“Sectes” surveillées, “religions” reconnues: observations sur une controverse sociale en France

Emerson Alessandro Giumbelli

Resumo


O artigo procura contribuir para a análise de dois processos no contexto da sociedade francesa. De um lado, os procedimentos que implicam na categorização de um grupo como "seita", com atenção particular para o trabalho das associações anti-seitas e os relatórios parlamentares. De outro, as relações entre Estado e "religiões", enfocando especialmente os critérios e as implicações da obtenção do estatuto de association cultuelle. A partir desse quadro, propõe-se que a controvérsia sobre as "seitas" estaria estimulando iniciativas regulatórias em relação tanto ao campo religioso quanto a outros campos sociais.

Texto completo:

PDF


Vibrant, Brasília, DF, Brasil. ISSN 1809-4341