Ties without ‘us’: family life, community conficts and religious journeys

Patricia Birman

Resumo


Nos anos noventa, constituiu-se no imaginário nacional francês uma clivagem entre dois conjuntos sociais que disputaram a socialização dos indivíduos e a oferta de relações afetivas: famílias e seitas. Este artigo analisa esta clivagem através dos relatos que pais e familiares fizeram a respeito do envolvimento de seus filhos com uma seita. O artigo examina também estes discursos através da associação desta problemática à história da laicidade na França e à valorização da escola pública e da família na formação dos futuros cidadãos.

Texto completo:

PDF


Vibrant, Brasília, DF, Brasil. ISSN 1809-4341